DÚVIDAS

 
1COMO O FACTORING FUNCIONA NA PRÁTICA?
O pagamento à vista realizado pela factoring diz respeito ao valor do montante de uma venda realizada pela empresa fomentada, reduzido das taxas relativas ao serviço de adiantamento.

Com isso, cada factoring pode estipular as taxas que cobra de forma independente, sendo permitido incluir despesas com Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza — ISS — e avaliação de crédito, por exemplo.

Para dar início ao processo de factoring e conseguir o dinheiro, o processo é, basicamente, dividido em duas etapas. Confira a seguir:
2PAGAMENTO A PRAZO!
O ciclo se inicia quando a empresa fomentada realiza uma venda ou fecha uma encomenda de valor elevado, por exemplo, ambas a prazo.

No entanto, não tem recursos suficientes para cobrir os custos com matéria-prima até o recebimento do dinheiro ou, em alguns casos, não possui condições de arcar com os custos operacionais até o recebimento dos valores.
3ANTECIPAÇÃO DE RECEBÍVEIS!
O passo seguinte acontece quando a empresa procura uma agência de factoring a fim de adiantar o recebimento dos valores relativos à venda para conseguir produzir o que foi encomendado ou, simplesmente, cobrir os custos operacionais. Nesse caso:

– a empresa deve realizar um cadastro no banco de dados da factoring;
– a partir disso, seus dados, documentos e perfil de crédito são analisados;
– a empresa a ser fomentada deve enviar os títulos cujo valor quer antecipar;
– a factoring faz uma proposta com os custos envolvidos na operação;
– a empresa deve avaliar a proposta;
– em caso de aceitação, ela assina um contrato e as duplicatas emitidas (quando houver);
– a factoring antecipa os valores à vista.
– É no contrato que estarão discriminados o valor de venda dos créditos e todos os demais serviços prestados. A partir dele, são transferidos os riscos de crédito da empresa que efetuou a venda para a factoring, que assume sua responsabilidade.
4O QUE É A ANTECIPAÇÃO DE RECEBÍVEIS?
Ainda que uma pequena — ou média — empresa seja competente e tenha um bom fluxo de negócios, é comum que haja limitação de capital de giro, especialmente quando ela trabalha com recebimentos que virão em datas futuras. Entretanto, as necessidades que essa instituição tem não podem esperar.

Nem sempre um bom setor comercial, um bom planejamento e a saída de produtos e/ou serviços são suficientes para que o caixa esteja pronto para arcar com os custos comuns de operação de qualquer companhia, e é justamente nesse momento que a antecipação de recebíveis surge como solução.

Esse recurso nada mais é do que uma operação que visa a uma maior liquidez dos ativos da empresa, para que o lucro previsto possa ser utilizado para investimentos relacionados ao crescimento do negócio ou simplesmente para arcar com despesas e custos operacionais de manutenção.
5OS TIPOS DE ANTECIPAÇÃO DE RECEBÍVEIS MAIS COMUMENTE UTILIZADOS PELOS EMPRESÁRIOS SÃO:
de cheques e duplicatas;
de cartões de crédito.
A antecipação de parcelas e compras feitas por meio de cartões é uma forma rápida e eficiente de se capitalizar e evitar o “desfluxo” com dinheiro próprio. Em algumas companhias que oferecem a modalidade, esse tipo de adiantamento permite ao cliente a escolha do dia e da forma como deseja receber o valor.

Por meio dela, é possível receber à vista por uma venda pela qual receberia em até 12 vezes. O mesmo é possível com os cheques e duplicatas, com a garantia de que esses valores serão realmente captados.
6PORQUE ANTECIPAR OS RECEBÍVEIS?
A principal razão para as empresas buscarem a antecipação de recebíveis é a manutenção de um fluxo de caixa relevante para as demandas de sua atividade. Parte importante dessa necessidade de antecipação se deve às diferentes formas de pagamento oferecidas a prazo, já que elas são eficientes maneiras de atrair um maior número de clientes.

Em contrapartida, isso causa um desfluxo de caixa muito grande, já que, muitas vezes, recebe-se pela venda de um produto ou serviço em mais de 12 parcelas, quando já se pagou por ele ou quando o custo da operação da empresa é mensal.

Com as contas chegando mês a mês, é impossível manter um caixa saudável se o que ocorre é o recebimento de receita atrasado. A antecipação de recebíveis traz esse equilíbrio necessário para que o negócio seja capaz de continuar oferecendo formas de pagamento atraentes, mas sem se prejudicar ao ponto de ter que fechar as portas por complicações financeiras.

Esse problema é ainda maior para as pequenas e médias empresas, que, para competir com as gigantes do mercado, precisam, muitas das vezes, vender a prazo e oferecer várias facilidades. Só que com um detalhe: sem o mesmo fôlego financeiro das concorrentes.
7COMO ANTECIPAR MEUS RECEBÍVEIS?
Esses recebíveis podem ser antecipados quando as pequenas e médias empresas buscam os serviços com instituições financeiras e companhias que oferecem essa modalidade, podendo ser os bancos, por meio do FIDC, ou as factorings, que têm ganhado grande espaço no mercado devido ao seu modelo competitivo de negócio.

Nas duas opções, as instituições “compram” os direitos de recebimento de capital da empresa que solicita a antecipação. Ou seja, quando os cheques e os valores do cartão compensarem, eles serão direcionados a elas diretamente. Em contrapartida, o capital acordado é repassado imediatamente, considerando o desconto dos juros pelas operações.

Em um exemplo, se sua organização tem um faturamento previsto em R$ 5 mil para daqui a um mês, mas necessita de capital agora, a antecipação é acordada e, imediatamente, esse dinheiro é recebido, porém com o desconto cobrado. Esses R$ 5 mil que entrarão no futuro serão direcionados para a instituição financeira que antecipou o recebível.

Para conseguir fechar um contrato de antecipação, as empresas que solicitam o serviço precisam passar por uma análise de crédito, que funciona como uma forma de proteção que as instituições financeiras exigem.
8COMO ESCOLHER A MELHOR ANTECIPAÇÃO DE RECEBÍVEIS?
Bancos ou factorings? Na hora de escolher a melhor instituição financeira, é importante comparar condições e entender quais são as melhores diante das necessidades da empresa. Alguns fatores, como descontos e valor mínimo de recebíveis, por exemplo, são muito importantes e devem ser analisados cuidadosamente.

As taxas são um ponto muito importante e devem ser observadas durante a pesquisa. É fundamental buscar empresas que consigam oferecer a antecipação de recebíveis com um percentual de desconto que seja interessante, fazendo valer a pena receber esse capital adiantado sem perder muito dinheiro.